Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Siga-me no Twitter

Parceiros

Central Blogs
20 Minutos

A integração do mundo digital Web 2.0 com o mundo real

Em uma entrevista ao programa Click TV, o especialista em marketing digital, Adolfo Conrado afirma que para ele não existe mundo digital e real separadamente. O digital faz parte do mundo real. As redes sociais, como é muito comum assim serem chamadas, são, na verdade, plataformas de sociabilização de sua rede real, no mundo digital. … Continuar lendo

O online se tornará físico

online se tornará físico

Dentre diversas definições de serviço que há na literatura, a característica mais citada em suas definições é de que é algo intangível. Desde que as empresas sentiram necessidade de associar um serviço ao seu produto para criarem uma diferenciação face a sua comoditização, a associação de entrega de um produto (bem tangível) com a prestação de um serviço, foi adotada por outras empresas como estratégia de marketing para agregar valor ao seu serviço prestado. Isto com o intuito de “tangibilizar” o seu serviço. Da mesma forma, os produtos já não são vendidos como produtos. Vendem-se agora os atributos intangíveis associados aos produtos.

Para ilustrar melhor a tangibilização de um serviço, pode-se citar um exemplo de um professor que dá um curso de oratória e oferece um CD do conteúdo do curso. O CD é a parte tangível do serviço (intangível) “curso”. E exemplificando a venda de um produto pelo seu atributo intangível, pode-se citar a venda de um carro (tangível) onde pode-se contemplar numa publicidade na televisão, que o que se está “vendendo” é o conforto, segurança, sensação de prazer, etc. Todos bens intangíveis.

Nesta evolução, estabeleceu a sensação de que os produtos estão cada vez mais parecendo com serviços e vice versa. Ou pelo menos assim estão sendo vendidos.

Mas colocando o marketing tradicional de lado e entrando na era digital na qual vivenciamos, principalmente com o advento do comércio eletrônico, vendemos produtos (bens tangíveis) no meio digital (intangível). Se ocorreu o fenômeno da tangibilização de serviços e da venda de bens tangíveis através de sensações, a tendência para o comércio eletrônico é de que as experiências de compra online tendam a ser tangíveis.

No caso de uma loja virtual de vestuário, por exemplo, onde experiência de compra é inteiramente intangível e que o consumidor apenas irá tangibilizar sua satisfação de necessidade quando receber o produto em casa, há muito que ser criado para tornar a experiência de compra online o mais próximo do físico. Ou seja, uma experiência em que o consumidor online possa quase que se sentir numa loja física, e por que não, como se estivesse “provando” a roupa antes de realizar a compra.

Pondo um certo nível de ficção científica de lado, pode-se constatar que esta tendência de tornar a experiência de compra online em física já está se tornando realidade. Pelo menos o princípio disto pode ser contemplado, por exemplo, na ferramenta de web analytics chamada Woopra, onde o usuário da ferramenta (pode ser o administrador do site ou um vendedor de plantão) pode monitorar em tempo real a entrada do cliente na loja virtual desde um envio de email marketing. Com esta ferramenta, o administrador do site que esteja monitorando os passos de um determinado cliente, pode em qualquer momento estabelecer contato com ele. Isto não seria idêntico a você entrar numa loja física e surgir um vendedor oferecendo ajuda?

Isto já é um princípio da tendência de que o meio digital, quanto comércio eletrônico, está se tornando físico, assim como o meio físico se tornou e está se tornando cada vez mais digital desde que existiram as lojas virtuais. E se é ainda um princípio, é mais outra evidência de que há muita solução a ser criada.

Se você gostou deste artigo, cadastre seu e-mail no link abaixo para receber as atualizações exclusivas deste blog:
Subscribe to E-Commerce Addiction by Email

Sistemas Web 2.0 de Recomendação de Produtos

Sistemas Web 2.0 de  Recomendação de Produtos Uma avaliação com os utilizadores sobre a atual e a emergente estratégia de recomendação de produtos online. Esse post apresenta o resumo e as conclusões do estudo feito por Marcel Ferreira referente a sua Dissertação de Mestrado pela Universidade Aberta em Portugal para obtenção do título de Mestre … Continuar lendo

E-commerce Addiction

E-Commerce Addiction

O Blog do E-commerce Addiction vem trazer tópicos inerentes a e-commerce e marketing digital numa perspectiva científica. Os objetivos desta iniciativa é de fomentar o conhecimento científico na área do comércio eletrônico e marketing digital, com a exposição de temas onde estudantes universitários de cursos ligados a áreas afins possam debater e até refletir os temas aqui propostos com o intuito de auxiliar na sua definição de tema para o trabalho de conclusão de curso ou para trabalhos que se desenrole durante o curso. Assim, poderá ser útil também para qualquer outros níveis acadêmicos que queiram contribuir para a comunidade. Sem esquecer de que a indústria também poderá se beneficiar do conhecimento coletivo.

Explicado o propósito do blog, vamos enriquecer nosso conhecimento!

Se você gostou desta iniciativa, cadastre seu e-mail no link abaixo para receber as atualizações exclusivas deste blog:
Subscribe to E-Commerce Addiction by Email

Marcel Ferreira

Marcel Ferreira

Mestre em Comércio Eletrônico e Internet e Licenciado em Gestão de Marketing, sou apaixonado por comércio eletrônico e empreendedorismo digital.

%d blogueiros gostam disto: